diferenças entre joias e semijoias

Afinal, quais são as diferenças entre joias e semijoias?

Uma das maneiras de deixar um look mais elegante e estiloso é escolher os acessórios certos: seja para o aniversário de um amigo, um casamento ou uma festa de formatura, eles chamam a atenção e elevam você a outro patamar. Há muitos objetos para escolher, e joias e semijoias estão entre os favoritos. O conceito de joias e semijoias soa familiar para muitos, porém, nem sempre sabe-se quais são as diferenças entre elas. No post de hoje, vamos esclarecer essas diferenças e mostrar como reconhecê-las na hora da compra.

Joia x semijoia

A principal diferença entra as joias e as semijoias consiste na composição delas. As joias são fabricadas com metais nobres, como o ouro, a prata e a platina, e também pedras preciosas, como rubis, esmeraldas, safiras e diamantes. É necessário muita experiência e ferramentas específicas para a confecção de uma joia, uma vez que ela é produzida no próprio material nobre.

As semijoias, por sua vez, possuem um processo de fabricação semelhante, porém utilizam como base um metal não nobre, como o latão e o bronze, por exemplo. Posteriormente, elas recebem uma cobertura de metal mais distinto, tornando a peça “banhada” ou “folheada”, dependendo do método empregado.

Durabilidade

Ambas as peças possuem beleza e brilho incríveis, porém diferem quanto à durabilidade, que está diretamente ligada à quantidade de material nobre presente no acessório. Enquanto as joias utilizam de metal nobre maciço, as semijoias só recebem camadas deste.

Já que as semijoias não têm o seu interior composto 100% de metal nobre, elas tornam-se menos duráveis que as primeiras, apresentando maior susceptibilidade aos riscos e à alteração de cor — quanto maior a quantidade de material nobre, maior a durabilidade do produto — necessitando muitas vezes de reparos, como o polimento e a adição de mais camadas do material nobre.

Qualidade

Todo o glamour e a beleza de uma joia ou semijoia não estão apenas no material do qual ela foi confeccionada, nem nos entalhes e elementos colocados no acessório. É necessário também atentar-se à qualidade do acabamento do objeto.

As joias possuem uma facilidade maior em conseguir um bom acabamento. Muitas vezes, isso acontece devido a alta maleabilidade dos materiais nobres e a altos critérios de processamento e controle de qualidade. As semijoias, por utilizarem materiais menos maleáveis, necessitam de um maior esforço na obtenção do acabamento perfeito, porém é possível consegui-lo com um bom profissional.

Valores

Por fazer uso de metais nobres e de pedras preciosas, o preço das joias é mais alto em comparação ao das semijoias. São muitos os fatores que podem agregar preço ao objeto, seja a quantidade do material, o tipo de lapidação da pedra ou diamante, o acabamento e, também, a marca. As semijoias possuem preços variados e, por serem mais baratas, uma maior popularidade. Os valores que encarecem a peça são os mesmos das joias. Mas vale lembrar que, ao comprá-las, é importante ter em mente a relação entre custo e benefício.

Como identificar

Por mais semelhantes que possam parecer, é fácil identificar e diferenciar uma joia de uma semijoia:

  • Preste atenção no acabamento da peça: como dito anteriormente, as joias possuem um acabamento melhor do que as semijoias;
  • Fique de olho no fabricante: se você conhece o fabricante e a marca, é fácil saber o tipo de material que ele trabalha e quais os processos que ele utiliza na fabricação;
  • Pergunte sobre a procedência: muitas joias possuem um documento que garante o uso do material nobre na peça, dando o parecer sobre a classificação da peça;
  • Desconfie dos preços: se a joia está saindo barata demais, desconfie. Devido ao uso de materiais de qualidade, os valores são, por consequência, mais altos.

Agora você saberá como escolher uma peça de qualidade na sua próxima compra. Joias e semijoias são acessórios lindos que você não pode deixar de ter!

Não deixe de curtir a nossa página no Facebook! Lá você poderá conhecer os nossos produtos e acompanhar mais artigos como este!