pedra preciosa e semipreciosa

Como diferenciar pedra preciosa e semipreciosa

Você consegue diferenciar uma pedra preciosa de uma semipreciosa? Já suspeitou que nem sempre aquela pedra vale a reputação que tem? Quer melhorar suas habilidades e conhecimentos acerca deste assunto? Neste post vamos te mostrar qual a real diferença entre uma pedra preciosa e uma semipreciosa, desta maneira não vai ter como errar na hora de comprar. Leia abaixo e descubra como fazer a melhor escolha!

O que é uma pedra preciosa?

Ao pensarmos em pedras preciosas, sem dúvida, os primeiros nomes que nos vem à mente são: rubis, esmeraldas, safiras e claro, a mais conhecida de todas, o diamante. Se você conseguiu se lembrar de antemão quais são os nomes destes 4 tipos de gemas antes de ler esse texto, já sabia de cor toda a lista de pedras denominadas preciosas. Isso acontece pois apenas essas 4 pedras são colocadas nessa categoria, que surgiu no séc. XVII.

O que é uma pedra semipreciosa?

Todas as gemas que não são consideradas como diamantes, safiras, rubis ou esmeraldas e que mesmo assim são usadas na confecção de joias e ornamentos, caem automaticamente na denominação de semipreciosas. Alguns exemplos destas pedras que você provavelmente conhece são: Jade, Zircônio, Ametista, Topázio, Turquesa e Ágata, por exemplo.

Valor Natural

Além de serem gemas brilhantes, transparentes e extremamente belas, o que é que torna uma pedra realmente preciosa? Bom, existe uma série de razões naturais que elevam a relevância de uma gema no mercado. Uma delas é a sua raridade: quanto mais difícil é de encontrar uma determinada pedra na natureza, mais valiosa ela se torna. A resistência de uma gema também é um fator que implica em seu valor, pois pedras consideradas preciosas são extremamente resistentes e duradouras.

Valor Artificial

O que pouca gente sabe é que, muitas vezes, o que faz uma gema se tornar realmente preciosa é a moda. O diamante, por exemplo, apesar de não ser tão raro assim na natureza, é uma pedra extremamente valiosa, pois possui uma antiquíssima tradição na história da confecção de joias. Além disso, os diamantes estão constantemente em demanda no mercado, tornando-os um tanto quanto valiosos. Muitas vezes, esse alto valor também é dado apenas pelo seu corte, pois, após serem polidas, as pedras são trabalhadas por meticulosos artesãos, que as transformam em aptas para comporem um ornamento ou joia.

A classificação pode implicar no valor da pedra?

O importante aqui é compreendermos como muitas vezes nosso julgamento se baseia apenas em conhecimentos populares, que pouco expressam a verdade e nos atrapalham na hora de tomar a melhor decisão na hora de comprar uma pedra preciosa.

Algumas pedras semipreciosas, por exemplo, podem custar mais caro que uma pedra preciosa. Um exemplo claro desta situação são algumas Jades que, apesar de serem classificadas como semipreciosas, podem adquirir um valor superior até mesmo ao de um diamante.

O que realmente importa na hora da compra

Considerando essas informações, fica claro que antes de você investir uma quantia grande de dinheiro em uma joia, é importante se lembrar que, muitas vezes, a moda e o talento de um artesão influenciarão muito mais no preço de uma pedra do que o seu valor intrínseco.

Quer ler mais sobre o mundo das joias? Dê uma olhada nesses artigos:

Diamantes e brilhantes: saiba a diferença entre eles e todo o simbolismo que eles envolvemOuro e suas ligas

Pérolas: saiba tudo sobre uma das joias mais clássicas de todos os tempos

Pedras Naturais e Sintéticas

Gostou das nossas dicas? Já se sente preparado para escolher uma joia especial? Entre no site da DiOuro e confira nossas opções!

diouro joias