pérolas

Pérolas: saiba tudo sobre uma das joias mais clássicas de todos os tempos

Você gosta de margarita? Se pensou no drink, passou longe. Margarita é um outro nome dado a uma das joias mais cobiçadas do planeta: a pérola. O valor reside na perfeição e na raridade dessa joia orgânica, que na verdade é uma resposta do sistema imunológico das ostras a corpos estranhos, como grãos de areia que chegam em seu interior.

Clássicas e extremamente valiosas dependendo de sua coloração e tamanho, é claro que a tecnologia arrumou um jeitinho de fazê-las possíveis para os mortais comuns, através das pérolas sintéticas. Ter brincos, colares, pulseiras e anéis de pérolas é quase que uma obrigação para mulheres do mundo inteiro que gostam de se sentir femininas.

Essas joias orgânicas são muito delicadas e precisam de cuidados especiais. Consideradas clássicos da joalheria, as pérolas combinam com praticamente todos os estilos e não há roupa que não fique ainda mais valorizada com elas.

Clássicas e elegantes, as pérolas são objeto de desejo ao longo dos tempos

As pérolas são joias atemporais, que ultrapassam modismos e atravessam gerações, podendo estar presentes nas ocasiões mais diversas. Casamentos, batizados, anéis de 15 anos, anéis de noivado, colares e brincos para o dia a dia, não importa: as pérolas são, de longe, as joias mais usadas do mundo.

As pérolas, na realidade, são mais frágeis do que se imagina. Elas são produzidas pelas ostras sempre que um corpo estranho penetra em seu interior, fazendo com que o sistema imunológico envolve esse elemento, normalmente apenas um grãozinho de areia, em sucessivas camadas de madrepérola para isolá-lo e não fazer mal ao organismo da ostra. Ao longo dos anos essa substância vai se calcificando e aumentando de tamanho, formando as pérolas.

Ao longo da história as pérolas se firmaram como símbolo de elegância e demonstração de amor. No auge do Império Romano elas eram valiosíssimas, e conta-se que o imperador Júlio César, conhecido por suas conquistas amorosas, sua amante e mãe de Brutus, uma única pérola no valor de 6 milhões de sestércios, a moeda da época. Também foram eternizadas no cinema em várias produções – quem não se lembra do clássico “Bonequinha de Luxo”, com Audrey Hepburn?

Naturais ou cultivadas, as pérolas merecem cuidados especiais

Elas podem ser naturais, produzidas espontaneamente, ou cultivadas em fazendas, quando é inserido um objeto minúsculo entre a concha e o manto da ostra, forçando uma pequena inflamação que ativa o sistema imunológico da ostra. As pérolas são formadas basicamente por carbonato de cálcio, proteína e água e pode durar até 150 anos.

Por isso mesmo saber cuidar delas é fundamental. Se você as deixa sobre superfícies duras ou em uma caixa de joias com outras pedras, esqueça. O ideal é manter cada pulseira, anel ou colar de pérolas em saquinhos de camurça ou envoltas em papel de seda.

Por outro lado, se você faz parte dos milhares de mulheres que usam as pérolas do dia a dia, em contato direto com a pele, como os colares, por exemplo, elas podem sofrer modificações por causa das substâncias que nosso corpo acaba passando pela transpiração.

Claro, nosso organismo é ácido, essa acidez pode acarretar em mudanças graduais na coloração e na forma, por exemplo, que começa a se assemelhar a um barril, porque seu grau de dureza é bastante baixo. Além da nossa transpiração, no entanto, há vários outros produtos que podem danificá-la, como cosméticos e perfumes, produtos para o cabelo e produtos de limpeza da casa.

Para recuperar o brilho e evitar esse “achatamento”, o ideal é passar um pano macio ligeiramente umedecido, como uma flanela, nas pérolas logo após cada uso, antes de guardá-las no saquinho de camurça ou no papel de seda. Tenha esses cuidados principalmente com pulseiras e colares, já os brincos de pingentes, como praticamente não têm contato com a pele, não têm tanta necessidade.

Para manter suas pérolas lindas por mais tempo, evite algumas situações:

  •         Evite contato com ácidos como limão, vinagre e refrigerante de cola
  •         Evite impacto com materiais duros como vidro, madeira, aço e outras gemas
  •         Evite o contato de cosméticos com as pérolas
  •         Evite o contato com água, principalmente a imersão, inclusive a água do mar
  •         Evite usá-las quando houver possibilidade de sudação excessiva, como dias de muito calor, principalmente se sua pele dor sensível
  •         Evite a exposição direta ao sol por longo período de tempo, como em vitrines, por exemplo.

Quer ler mais sobre o mundo das joias? Dê uma olhada nesses artigos:

Que tal acessar agora a loja da Diouro e conheça os lindos anéis de pérolas disponíveis!

diouro joias